22/01/20

Guia online de empresas

A rotina de Sísifo

26/11/2014

Sísifo, segundo narrativa da mitologia grega, foi um camponês que fundou a cidade de Corinto. Por alguns atos cometidos, recebeu dos deuses uma punição, que seria rolar diariamente uma pedra montanha acima até o topo e, ao chegar lá, o peso e a fadiga dele fariam a pedra rolar novamente até o chão. No outro dia, ele deveria começar tudo de novo e assim seguir essa rotina por toda a eternidade.

 

Com essa parábola, podemos refletir: E nós, quantas vezes também estamos rolando pedras morro acima em nossas vidas? Quantos de nós passamos a vida numa rotina sem sentido próprio, repetindo as mesmas coisas, em atividades e situações sem o menor sentido? Quantas vezes abdicamos de nossas escolhas para realizar algo que vai de encontro ao sistema capitalista no qual vivemos ou apenas para agradar outras pessoas ou a sociedade?

 

As escolhas que fazemos na nossa vida são muito importantes. São elas que vão determinar o sentido que vamos dar à nossa rotina diária. Por isso, para que a nossa existência não se transforme em algo extenuante, precisamos buscar escolhas que, dentro do possível, nos agradem acima de tudo e façam sentido para nós mesmos.

 

Muitas pessoas estão numa rotina igual à de Sísifo e não fazem nada para sair dessa situação. Em vez de fazerem algum movimento de mudança, continuam “carregando a pedra morro acima”, sem saberem o porquê, e apenas reclamam durante a vida toda por terem que carregar uma “pedra” pesada. Algumas exercem uma atividade laboral rotineira e cansativa, outras estão num casamento onde o relacionamento conjugal é péssimo, outras têm compromissos que não lhe trazem o menor prazer, por exemplo.

 

A partir do momento em que temos motivação e metas na busca da realização dos nossos sonhos, podemos conquistar mudanças que podem nos levar a rotinas mais agradáveis, nos ajudando a tornar “a pedra” mais leve. E para que essa se torne menos pesada, é fundamental não levarmos em conta apenas o que os outros preferem para nós e principalmente precisamos buscar o sentido de tudo, pensando por quais motivos carregamos a nossa pedra diariamente.

 

Sísifo nos traz ainda mais uma lição: por mais cansativo e entediante que seja carregar a pedra até o alto da montanha, e mesmo sabendo que ela vai rolar de novo morro abaixo, ele nunca desiste. Ter persistência é uma maneira de continuar tendo motivação e forças para promover mudanças e buscar sentido nas tarefas que possam parecer mais árduas.

Comentários

Descrição da coluna PSICOLOGIA

Outras matérias da coluna

© Vale do Caí 2013 - Todos os direitos reservados.

Gerenciamento:

Desenvolvimento: