22/01/20

Guia online de empresas

Uma palavra muda tudo

07/01/2015

O diálogo é essencial na convivência humana. Saber se expressar de forma adequada é muito importante. Muitas vezes, não percebemos a dimensão que uma simples palavra pode ter, quando falamos com alguém.

 

Para exemplificar o quanto uma única palavra pode ser importante, podemos verificar que, ao tomarmos uma decisão, se pensarmos na palavra “sim”, nosso destino vai para uma direção, mas se pensarmos na palavra “não”, iremos para outra totalmente diferente. Outro exemplo está na nossa língua portuguesa, na qual temos as palavras parônimas, ou seja, que possuem significados diferentes, mas são muito parecidas na pronúncia e na escrita. Assim, se falarmos a palavra “ratificar”, estaremos confirmando algo, mas se pronunciarmos “retificar”, estaremos corrigindo.

 

Podemos destruir ou salvar uma pessoa e, se soubermos usar bem as palavras, seremos recompensados, diz a Bíblia em Pr 18,21. O mesmo livro indica que as palavras parecem simples, mas penetram até o íntimo das entranhas. Quando alguém não está bem por algum motivo, ou encontra-se perdido, muitas vezes podemos auxiliar essa pessoa abrindo seus horizontes com novas ideias na busca de soluções ou formas de enfrentar uma situação difícil. Por outro lado, podemos derrubar todos os sonhos e motivações de uma pessoa, apenas usando o poder que temos com as palavras.

 

Já uma citação de autor desconhecido, indica que “há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida”.  Muitas vezes nem percebemos que o que dizemos pode ferir profundamente alguém, modificando o presente e o futuro de uma pessoa. Depois que a palavra é dita, será difícil tudo voltar a ser como era antes, por isso é muito importante pensarmos antes de falar. Tudo que acontece em nossas vidas começa com um diálogo. Uma conversa inicial pode ter um desfecho positivo, ou levar a discussões, brigas, conflitos, processos judiciais, desentendimentos, e até à morte.

 

Precisamos ter assertividade para percebermos se estamos agradando alguém quando nos comunicamos. As pessoas extrovertidas costumam ser divertidas e, como não se incomodam com brincadeiras, acabam fazendo gracejos que podem afetar e machucar as pessoas mais tímidas, que não são tão abertas e se incomodam com certas piadas, por exemplo. O tom de voz também é muito importante, e temos várias formas de dizer a mesma coisa para alguém, porém de uma maneira que não seja interpretada pela outra pessoa como algo negativo. Mude suas palavras e mude o seu mundo.

Comentários

Descrição da coluna PSICOLOGIA

Outras matérias da coluna

© Vale do Caí 2013 - Todos os direitos reservados.

Gerenciamento:

Desenvolvimento: