27/01/20

Guia online de empresas

Corpo e mente em equilíbrio desde a infância

VIDA É MOVIMENTO

10/10/2013

Inúmeras pessoas, inspiradas no Dia da Criança, atualizaram as suas fotos no perfil do Facebook e colocaram fotos da sua infância. Isso me fez lembrar essa época boa. Ser criança é uma época maravilhosa, recheada de descobertas e alegrias.

 

Lembrei-me de como não parávamos quietos: um turno era dedicado à escola e outro era preenchido por muitas brincadeiras, entre amigos e primos. Passávamos o tempo correndo, pedalando, subindo em árvores, nadando, daquele jeito mesmo. Sem uma técnica definida, aprendíamos com alguém e, quando conseguíamos, que alegria. Gastávamos muita energia e nos divertíamos de uma forma muito rica, enfim, éramos crianças muito ativas, de uma forma natural.

 

Infelizmente, hoje vejo uma realidade bem diferente da nossa, em que as crianças não têm a mesma liberdade, por inúmeros fatores, como a segurança e falta de espaço apropriado, por exemplo. Enfim, as crianças não estão se movimentando mais e vivem muitas vezes confinadas em apartamentos, se ocupando com jogos virtuais e assistindo televisão.

 

Mas, como fica a motricidade dessas crianças, ou melhor, como fica a saúde delas. Trabalho diariamente com crianças e vejo algumas com 9, 10 anos que não sabem correr e têm dificuldade para saltar pequenos obstáculos. Isso é preocupante!

 

Tem estímulos que precisamos na faixa etária certa. Se não as recebemos na infância, vai ficar essa lacuna, e essa criança vai ser um adulto com dificuldades motoras, que, inclusive, pode interferir no seu desempenho profissional.

 

As crianças necessitam de bons estímulos e, se elas não têm as condições para se divertirem e se movimentarem, os pais precisam ser inteligentes e suprir isso de alguma forma. Cuidado! Pais, não invistam somente no conhecimento intelectual delas, enchendo o seu tempo com aulas de línguas, informática e esquecendo-se do corpo delas.

 

Não esqueçam que elas são crianças, que elas precisam correr, pular, brincar, além de aprender. Necessitam, de forma natural, ficar fortes, ágeis e motivadas para estudar. Precisam de um corpo e uma mente saudáveis e se sentirem felizes.

 

Na região, temos inúmeras opções: escolas de dança, artes marciais, patinação, natação, projetos esportivos oferecidos pelas prefeituras municipais. Incentivem seus filhos a participarem. Da mesma forma que os ensinaram e insistiram na importância de escovar os dentes, por exemplo, os estimulem a praticarem um esporte. Não desistam tão facilmente! Tenho certeza que, de alguma coisa, elas gostarão. E não se esqueçam que elas seguem exemplos: pais ativos estimulam os seus filhos a serem ativos fisicamente também.

 

Porém, cuidado! Antes de levá-las para uma escola de esportes, se informem sobre os professores, se têm formação para isso e procurem referências sobre o seu trabalho. Esse profissional precisa ter desenvoltura para trabalhar com crianças, afinal, queremos que elas evoluam fisicamente, mas que, principalmente, sejam crianças felizes e saudáveis. Não se esqueçam que as experiências vividas na infância deixam marcas, que influenciarão no futuro.

Comentários

Descrição da coluna VIDA É MOVIMENTO

Outras matérias da coluna VIDA É MOVIMENTO

© Vale do Caí 2013 - Todos os direitos reservados.

Gerenciamento:

Desenvolvimento: