19/02/20

Guia online de empresas

Arborização urbana

24/04/2013

Desde muito tempo, o homem vem trocando o meio rural pelo meio urbano. As cidades foram crescendo, na maioria das vezes de forma muito rápida e desordenada, sem um planejamento adequado de ocupação, provocando vários problemas que interferem sobremaneira na qualidade de vida do homem que vive na cidade (Pivetta & Silva Filho, 2002).

 

Atualmente, a maioria da população humana vive no meio urbano, necessitando, cada vez mais, de condições que possam melhorar a convivência dentro de um ambiente muitas vezes adverso.

 

A vegetação, pelos vários benefícios que pode proporcionar ao meio urbano, tem um papel muito importante no restabelecimento da relação entre o homem e o meio natural, garantindo melhor qualidade de vida. Desempenha funções muito importantes nas cidades. As árvores, por suas características naturais, proporcionam muitas vantagens ao homem que vive na cidade, sob vários aspectos:

- bem-estar psicológico ao homem;

- melhor efeito estético da cidade;

- sombra para os pedestres e veículos;

- protegem e direcionam o vento;

- amortecem o som, amenizando a poluição sonora;

- reduzem o impacto da água de chuva e seu escorrimento superficial;

- auxiliam na diminuição da temperatura, pois, absorvem os raios solares e refrescam o ambiente pela grande quantidade de água transpirada pelas folhas;

- melhoram a qualidade do ar;

- refúgio e abrigo para os animais.

 

A relação das árvores com a população brasileira, em especial, está intimamente ligada à história e ao desenvolvimento econômico-social do país, pois se encontra a relação mais antiga e importante (Lorenzi 1992).

 

É como o próprio nome da nação “Brasil”, emprestado da árvore “pau-brasil”, que representou o primeiro grande ciclo econômico da história de nosso país. Dezenas de cidades do país também tiveram seus nomes a partir de árvores nativas que eram importantes ou frequentes em sua região geográfica, como: Cedro – SP, Imbuia – SC, Angicos – PB, Castanhal – PA, Juazeiro – BA, entre outras.

 

 

Bibliografia:

 

LORENZI, H. Árvores brasileiras; manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil, Nova Odessa: Plantarum, 1992. 352p. (Volume 1)

 

PIVETTA, K.F.L., DEMATTÊ, M.E.S.P., LIMA, S.F. de; DONEGÁ, I.M. Caracterização e análise da arborização de Ilha Solteira, SP. In: CONGRESSO BRASILEIRO SOBRE ARBORIZAÇÀO URBANA, 1, ENCONTRO NACIONAL SOBRE ARBORIZAÇÃO URBANA, 4, 1992, Vitória. Anais... Vitória: PMV/SMMA, 7, 1992, p.449.

Comentários

Descrição da coluna MEIO AMBIENTE

Outras matérias da coluna

© Vale do Caí 2013 - Todos os direitos reservados.

Gerenciamento:

Desenvolvimento: