28/05/20

Guia online de empresas

Portão | História do Município

 

Com a extinção das missões jesuíticas em 1750, o Rio Grande do Sul foi dividido em grandes fazendas, que foram entregues a famílias de militares ou amigos do imperador, visando ocupar território e, com isso, proteger as fronteiras. No final de 1788, algumas dessas fazendas, no Vale do Rio dos Sinos, foram desapropriadas para a implantação da Real Feitoria do Linho Cânhamo, estatal portuguesa destinado à produção de fibras para cordas e velas de navios.

No início de 1789, foi construído um portão junto à margem esquerda do arroio Correa, divisa natural com o rincão do Cascalho, bloqueando a estrada (mais tarde estrada Júlio de Castilhos), que ligava Porto Alegre ao centro do Estado. A feitoria faliu e, em suas terras, foi feito o primeiro assentamento de imigrantes alemães, em 1824.

Esse Portão, que existiu por muitos anos, mudou o nome do arroio, deu nome ao povoado que surgiu ao longo da estrada, à estação de trem (hoje desativada) e ao bairro que se formou em sua volta. Os imigrantes alemães compraram terras e transformaram as fazendas em minifúndios. O comércio foi fortalecido, assim como a indústria do couro teve incremento, com a chegada dos curtumes.

Distrito criado com a denominação de Estação Portão, pelo Ato Municipal nº 123, de 30 de abril de 1927, subordinado ao município de São Sebastião do Caí. Foi elevado à categoria de município de Portão, pela Lei Estadual nº 4.579, de 09 de outubro de 1963, desmembrado dos municípios de São Sebastião do Caí, Canoas, São Leopoldo e Estância Velha, tendo sua instalação em 28 de janeiro de 1964.

Mais informações sobre o município

© Vale do Caí 2013 - Todos os direitos reservados.

Gerenciamento:

Desenvolvimento: